quarta-feira, março 28, 2007

BLOGAR É:

Ontem conversando com o Bem, sobre as diversas maneiras e motivos porque blogar, resolvi falar sobre os meus motivos, e porquê uso alguma horas do meu dia aqui.
Sabemos que cada um tem o seu motivo, as coisas que gosta, aquelas que não agrada muito, etc, etc,...
Bom, eu como meus amigos já sabem, sou uma pessoa simples, não sei fazer poesia, não sei escrever grandes contos de ficção. O que sei, e faço, é falar de coisas também simples, situações que já viví, ou que pessoas próximas a mim viveram.
Já ouvi muita gente dizer, que faz um post, se quiserem ler e comentar tudo bem, senão, não tem problema.
Que visita as pessoas, pelo que elas escrevem, que mesmo que não receba o retorno da visita, isso não importa.
Bom, eu não sou assim.
Prá mim blogar é:
Escrever o que quero com a maior naturalidade possível.
Gosto de visitar meus amigos, e gosto muito de receber a visita dos mesmos. É omelhor da história, essa interação, uma forma de estarmos nos falando. Odeio falar sózinha.
Muito já falamos aqui sobre a magia das grandes amizades que acontecem através dessa telinha. Eu as vezes até me espanto com a quantidade de amigos que aqui tenho feito, do carinho que sinto e do carinho que recebo.
Amizades tão gostosas, que começam a deixar de ser virtual.
Como todo mundo sabe, sou meio mãezona, e fico feliz, quando alguém me pede colinho.
Eu não poderia citar nomes aqui, porque este post não daria, e ainda correria o risco de ser injusta me esquecendo de alguém que amo tanto.
Esses dias ganhei mais uma amiga, que estou adorando, e já estou sentindo um carinho tão grande por ela, que a impressão que tenho, é que a conheço há séculos. Talvez seja mesmo né?
Por outro lado, desde que comecei a blogar, já perdí amigos que me deixaram bastante tristes, eu sou assim. Fico sempre me culpando, achando que fiz algo, que não sei, mas que magoei.
Algumas amigas que eram frequentes nossa troca de visitas, deixaram de vir me ver. Insistí durante algum tempo, visitei, comentei, disse que estava com saudades, mas nada! Nunca mais vieram me ver.
Embora com tristeza, deixei prá lá.
Não vou citar os nomes também, embora elas não apareçam mais aqui, mas é desagradável, já que não citei os nomes dos amigos ativos.
Bom não tem muito segredo, nem nada novo não, sei que muita gente se identifica comigo, tem os mesmos motivos que eu.
Ou estou enganada?
Posted by Picasa

50 comentários:

Adelino disse...

ANNINHA, como você foi feliz ao escrever isto!

Não é original dizer "Faço minhas as suas palavras", mas é a pura verdade. Falta reciprocidade.
A impressão que fica quando deixamos de receber comentários de pessoas e blogues que nos agradam é a de que fizemos ou dissemos alguma coisa de grave, ofendemos etc. Ou então nosso blog não está "à altura" deles (nossos blogs são "menores"...) Mas não. A gente tenta, escreve, comenta, e nada. Sem retorno. Você até me deu um "toque" logo no começo, que eu deveria visitar mais blogs, aqueles que nos pretigiam etc. Eu era novato, nem sabia postar nada ainda. Mas adorei o que me disse.
Eu até já falei várias vezes que tenho tido dificuldades para acessar as cxs de comentários de muitos blogs, incluindo a minha.
Às vezes espero 2, 3 minutos, mas espero... Até me levanto e vou fazer outra coisa.
O assunto é bom, e entendi o seu post como um desabafo muito justo.
Um abraço, Anna.

O Meu Jeito de Ser disse...

Adelino, ontem ficamos eu e o Valter aqui um tempão falando sobre isso.
Prá ele é diferente, ele continua visitando pessoas, que nunca vem ao blog dele, não dá a menor satisfação. Diz que gosta do que a pessoa escreve, e continua vendo e lendo.
Eu tenho menos tempo para me dedicar à net que ele, então meu tempo aproveito para retribuir o carinho de quem me dedica o mesmo.
Minha mãe costumava dizer que quando você visita alguém, e não tem reciprocidade, é porque essa pessoa não faz questão nenhuma da sua presença.
Logo, vou ver quem vem me ver.
Um abraço Adelino

Yvonne disse...

Aninha, tem blog para todos os gostos. Os meus prediletos são de pessoas que realmente fazem um diário. Eu me sinto a vontade de aparecer por aqui porque tenho certeza que eu vou ler algo legal da sua vida. Por essa motivo, eu já considero você uma amigona. Beijocas

Sibila disse...

Aninha, ñ querendo bancar a teraputa (logo eu?), mas afinal quem gosta de falar pra ninguém? Falar ñ é comunicar? Só q às vezes o interlocutor ñ tá afim e a gente fica triste. Já pensou q isso pode ocorrer pq as pessoas são mesmo diferentes e mtas vezes se afastam? E isso ñ é sua culpa, q sempre pelo q vi foi pessoa bacana, e até mãezona! Acho q quem tem opinião (c/ O maiúsculo), acaba reunindo gente em torno de si e afastando outras. Ora, vc ñ é sabonete! Ah, tem +: às vezes as pessoas gostam de só ler, ñ comentam. Vc escreve de maneira simples sobre temas complicadérrimos! Pra mim o melhor! Beijão.
Vez em qdo fico aflita c/ amizades virtuais, conversava isso c/ um amigo meu outro dia.

Adelino disse...

"(...)Minha mãe costumava dizer que quando você visita alguém, e não tem reciprocidade, é porque essa pessoa não faz questão nenhuma da sua presença." (Anna Pontes, 28-03-2007).

Anna, grande coincidência. Ontem mesmo eu perguntei isso para uma pessoa: o que você faria se visitasse constantemente uma pessoa, e esta jamais retribuísse a visita? Qual o significado disso? Claro: não deseja mais as suas visitas ou acha que a sua casa não é "boa pra ela".

Muito oportuno o assunto do seu post de hoje, repito.
Abraços

Sonho Meu disse...

Ana,
As vezes passo por aqui com tanta pressa, que nao dar pra deixar comentario. Mas to sempre aqui.
I love you.
Beijos,
me

Dani disse...

Oi Aninha!!!
Eu tb adoro receber varios comentarios de pessoas queridas!!! Adoro conhecer novas pessoas por aqui e adoro ler sobre o dia a dia de pessoas tao diferentes e tao parecidas comigo!!!
Tb ja "perdi" mta gente q considerava amigo... mas ganhei tantos mais...
Espero q vc continue sempre sendo mais uma!!!
Beijos, Dani

luma disse...

Aqui na net tem muita gente egoísta. Gente que tem a pachorra de lhe mandar um e-mail perguntando porque você parou de ir no blogue e que sente falta dos seus comentários. Até aí tudo bem, se você nunca recebeu um comentário da tal pessoa. Pessoalmente eu diria: Parei de ir no seu blogue, porque você não vai no meu. Assim fiz e qual a resposta? Leio todas as suas postagens via bloglines.
Você sabe porque surgiu esse papo? Porque eu retirei o link fashion lá do meu blogue e aí a vaidade comeu solta. Não gosto de caçadores de links e, Aninha, a gente tem de gostar de quem gosta da gente.

Beijus

DO disse...

Parece que foi combinado,heheheh. Já passei em alguns blogs hoje e estão todos falando sobre BLOGAR/AMIZADES.
Assim como vc já fiquei chateado por "perder" contacto/amizades com algumas pessoas/blogueiros que gostava e até admirava.
Mas,pensemos juntos,ANA: se eles saíram,seja por qual razão for e não vieram fazer visitas,é sinal que a tal "amizade" não era verdadeira.
Então...


Beijos!

O Meu Jeito de Ser disse...

Yvone meu bem é disto que eu gosto, entende?
Afinidades, carinho, reciprocidade.
Você éminha amiga do coração, sabe disso né?
beijos

Lord Broken Pottery disse...

Aninha,
Você pegou bem o espírito da coisa. É bem como me sinto. Gosto de visitar os amigos, saber como se sentem, o que dizem, e adoro receber suas visitas. "Blogar" é isso: uma via de duas mãos.
Beijo

O Meu Jeito de Ser disse...

Sibila, você com sua sensibilidade, entendeu bem o meu jeito mde ser.
Claro que aqui encontramos pessoas de maneiras diferentes. Nem é preciso procurar, tenhoo meu bem aqui do meu ladinho, que numa série de coisas pensamos diferentes, isso é normal né?
Sabe eu também muitas vezes visito um blog, e chegando lá o assunto tratado não dá para comentar. As vezes é um futebol, que não entendo nada e nem gosto, ou mesmo um texto que foge à minha compreensão. Conheço minhas limitações, e sei que nem sempre entendo tudo.Então saio assim, quietinha como entrei.
Mas aparece um outro que posso falar, sei o que estou falando, e lá estou eu.
Agora quando vc tem alguém que te visita frequentemente, e de repente some,passa dois, três seis meses, aí têm-se a certeza, que alguma coisa aconteceu.
Vixe, será que exagerei?
Vou te convidar para vir aqui qquer dia, aí a gente senta e fala até...
beijos

O Meu Jeito de Ser disse...

Você me netende não é Adelino?
É isso aí, é frustrante ficar correndo atrás de alguém, feito cachorrinho pedindo carinho.
Um abraço

O Meu Jeito de Ser disse...

Elena, sei que é assim, as vezes tb fico até dois dias sem aparecer lá, mas quando vou coloco o papo em dia.
Só fico triste com o abandono.
beijos

O Meu Jeito de Ser disse...

Dani você é mais uma das amigas que ganhei.
Adoro você.
beijos

O Meu Jeito de Ser disse...

Luma você tb é das minhas.
Não ligo prá esse negócio de link.
Eu demoro prá colocar um link aqui, porque quase não tenho tempo. O bem que coloca prá mim, então as vezes falo prá ele que tem mais uma listinha, e ele coloca prá mim.
Meigo né?
Agora, já retirei link tb, dessas pessoas que me riscaram do caderninho delas. Acredito que nem estou mais linkada, não fui mais. Mas que importância tem isso?
Beijos querida.

O Meu Jeito de Ser disse...

Certíssimo DO, ninguém tem que gostar do que escrevo.
Mas o carnho e amizade que acabamos fazendo aqui é mais importante.
Veja nosso caso, tenho o maior carinho de ir la´te ver, e deixar meu beijo todos os dias.
beijos

O Meu Jeito de Ser disse...

Lord, tenhoo maior prazer de dizer que você faz parte das novas aquisições.
Você como eu, nem todos os dias tem post atualizado, mas já sentimos que temos algo sempre para conversar, e conversa é isso, mão dupla.
Como disse,não gosto de falar sózinha.
Um beijo

Sibila disse...

Linda, muito, mas muito obrigada. Vamo tomar um cafezinho ou, quem sabe, uma cachaça da boa, eu levo! (se vc beber, claro, senão um café e a conversa tá + q bom). Bj.

O Meu Jeito de Ser disse...

Sibila tá feito!
Cachaça eu não bebo, já bebi,mas ano passado, me apareceu uma hipertensão, aí juntou com o gosto que não é muito bom, quero mais não.
Agora uma cerveja eu sou danada prá beber.
Adoro.
Quando vc vier te conto, que aqui em casa todo mundo tira um sarrinho, por causa da marca da cerveja que eu bebo e gosto.
Olha já vi que vai dar prá´passar um sábado e domingo juntos, eu, vc, o bem, o tiago, e se tivermos sorte opablo juntos.
bejos menina.

O Meu Jeito de Ser disse...

Sibila, vc vem mesmo? Mongaguá é pertinho. E o calor convida. Pode trazer a cachaça que a caipirinha eu garanto.
Um beijo.

Luz disse...

Olá Aninha
Às vezes ainda me pergunto que ando por aqui fazendo?
Às vezes me dá vontade de desistir...
Depois digo para mim: Não posso fazer isso, pois “perderia” a minha linda Aninha e seu "Bem" o Valter, a Maria Elena, a Andréa, a Elis, a Bela, a Beth, a Roby, o Ítalo, o Marconi, o Lord, a Meire, a Cris, a Lúcia, o Wilson, a Conceição, o Paulo, o David e outros mais por aí fora…

Às vezes tenho pena de não me dedicar mais aos amigos que foram aparecendo.
As responsabilidades do dia-a-dia impedem-me ligar o PC e outros serões tenho que deixar o Ruben usufruir, também ele gosta de blogar.

Depois a gente sente-se tão bem com a amizade de todos!

Beijinhos

Sibila disse...

Ana, sou uma beberrona, acreditando q os Deuses vão me iluminar pela inversão glote abaixo. Mas nem sempre é assim e às vezes desastrosamente assado! Frita! Tõ me recuperando de momentos difíceis, mas mais tarde, gostaria muito de ir aí conversar ao vivo. Gosto muito de cerveja, é o q mais tomo (ñ é boa e barata?) e com gente legal...prato feito! Bj E até mais tarde.

Cejunior disse...

Anninha, concordo com quase tudo que você escreveu.
Mas veja só: eu adoro visitar blogs. Muitas vêzes passo, olho, gosto e, para não perder contato, coloco no favoritos do IE. Resultado, tenho uma lista monstruosa no computador, o dobro da lista de favoritos que está no meu blog.
E aí fica dificil visitar todo mundo...
Outra coisa que me chama a atenção são os comentários que leio nos blogs. Por exemplo, já li, e adorei, vários comentários que você deixou lá na Vera Fróes!
E já nos cruzamos em outras blogagens coletivas da Vera e do Lino.
E assim vou blogando...
Não tenho muito critério para linkar um blog lá em casa. Geralmente eu faço que nem você: acumulo um bocado e acrescento tudo de uma vez só (para não perder tempo).
Mas o mais bacana de tudo, o que mais gosto mesmo, é de estar aqui, na casa de vocês, podendo deixar minha opinião sobre um assunto ou enchendo a sua paciência com essas bobagens que estou escrevendo agora! rsrsrs
É isso que faz a blogagem tão legal.
Um beijão e até amanhã!

Meg disse...

Minha doce e querida Aninha.
Você é uma brisa amena num dia quente para as pessoas que a conhecem e mais que conhecê-las: "sentem" você.
Olhe só o que escrevi no outro sistema de comentários e que achei que devia escrevr aqui também:

""Aninha, querida

Vim aqui traze r meu beijo e minha admiração, além do meu agradecimento por você me tratar tão bem.

Querida.: Não se preocupe por coisas que você não pode mudar: não se muda as pessoas, elas serão sempre do jeito que são.
E só mudarão se elas quiserem e necessitarem disso.
Um dia lhe mostro uma entrevista que dei ao Jornal O Globo do Rio, sobre isso entre outras coisas.
E repare bem: para quem tem tão pouco, às vezes blogar representa a única coisa boa que a pessoa tem na vida e , ainda assim fica impedida de fazê-lo.
Pense nisso, meu amor. Pense nisso.

Um grande beijo e pense,
Um beijo a mais
Meg"

ÀS vezes , Aninha, pessoas que não têm nada, só em pensar que alguém se importa com elas e lhes quer bem , já é um milagre.

Quero sempre ser sua Amiga, mas lembrando que somos todos imperfeitos.
E que que às vezes um mal-entendido faz parte... e resolvê-los é parte e arte da sabedoria da Vida.
Te adoro, querida., meu Anjo moreno de lindo sorriso.
Meg

O Meu Jeito de Ser disse...

Luz minha querida, você disse também o que eu quis dizer.
É muito importante prá mim, estar aqui, ver vocês. Veja que quando vc fica alguns dias afastada, a gente já começa a te cutucar. Luz cadê vc? está tudo bem?
Agora imagina, vc vem aqui me ver, eu não apareço, vc volta, e mais uma vez, e me pergunta se está tudo bem?, e depos me diz que está sentindo minha falta, e ne assim, nunca mais eu vou lá.
Só podemos pensar, que esta pessoa não quer mais te ver.
Isso me deixa triste, nem sei se magoei.
Beijos

O Meu Jeito de Ser disse...

Sibila meu bem, o último comentário, ou a resposta do seu, foi o Valter que te mandou, ele esqueceu de mudar operfil e saiu com meu nome.
É ele quem faz a caipirinha aqui, só que ele mesmo não gosta, prefere uma purinha.
De qualquer forma, o convite está feito, reforçado, e quando quiser aparecer, acho que vai ser muito bom. Já percebemos que temos um bom papo, e regado a uma cervejinha então, ninguém nos segura.
Temos uma varanda, e colocamos um banco, bem velhinho, lá, e o chamamos de pensódromo, e lá que sentamos, para fumar (somos fumantes os dois, mas não fumamos dentro de casa), e aí o papo vai longe.
Está convidadíssima.
beijos

O Meu Jeito de Ser disse...

Cejúnior meu amigo.
Voce percebe, como no fundo todo mundo quer a mesma coisa?
Também sou como voce, não visito todos, todos os dias.
Mas vou no seu blog, e sempre gosto, claro que volto.
Mesmo que não seja com frequência diária, mas volto.
E você não imagina a alegria que me dá, quando você e outros amigos aparecem.
É isso, apenas carinho, e a reciprocidade prá mim é muito importante.
Um beijo.

O Meu Jeito de Ser disse...

Meguita querida!
Embora não tenha citado nomes, mas essa nova amiga que citei no post,é você.
Fico impressionada, como em poucos dias, estou sentindo assim uma proximidade tão grande de você.
A sensação que tenho é que já te conhecia há muito tempo, apenas nos reencontramos.
Sentí isso da sua parte também.
Nem sabia que você sabia da minha existência, e fiquei surpresa, quando o bem me chamou e mostrou a resposta do comentário no seu blog, que estava esperando uma visita minha.
No mesmo instante sentí uma ternura imensa por você.
Tenho aqui muitos amigos assim. Alguns só mando um email vez ou outra e recebo resposta, para saber do estado de saúde. Pessoas que se afastaram por problemas de saúde.
Mas que não nos deixamos.
Quando faço minhas orações pelos meus filhos, nunca esqueço de pedir por esses amigos tão queridos, que ganhei de presente dos céus.
Obrigada pelo seu carinho.
Obrigada por ter chegado aqui.
Maus entendidos, são facilmente esclarecidos quando a gente gosta, e não quer ver o outro sofrer.
Também adoro você.
Um beijo bem grandão.

Kith disse...

Menina!
Esse post cabe inteirinho em mim!
É exatamente igual ao que sinto e ao que se passa comigo!
Adorei.
Beijos
Kith

P.S.: quer conversar comigo? entre no meu blog e deixe o seu e-mail, tá?

Francy&Carlos disse...

Concordo em gênero, número e grau contigo. Eu por meu lado, uso este canal para me distrair, para fazer amigos e ver as cidades das outras pessoas. O modo de ser de cada um e gosto de assuntos leves. Adoro ler, mas não gosto de "tratados literários" de gente que pensa que sabe escrever difícil... é por aí.
bs,

Márcia(clarinha) disse...

Enganada nada, Aninha está certinha e perfeita nas suas colocações, te amo querida!
Também penso que blogar é prazer, o faço por amigos que cada dia vou conquistando, pelos tantos que tive o prazer de abraçar, pelos que me lêem e eu retribuo com carinho, acertou muito nesse seu texto.
Lindo final de semana com Erickinho a seu lado, beijossssssssss

Mércia disse...

Acontece mesmo... Já tive um número maior de visitantes, já visitei mais tbm.As vezes tbm a gente muda um pouco o estilo ou a companhia, mas depois volta a rever velhos amigos, a reescrever novas histórias... Assim vai!
Bjos...muitas alegrias.

Divã de Noiva disse...

Primeiro que agradecer de coração todas as lindas mensagens que vc tem deixado no meu blog. Comcerteza estão me azendo muito bem, adorei seu post, tambem penso como vc....apesar de usar um nome ficticio, por ser psicologa, tento ser o mais fiel possivel aos meus sentimentos e agradeço muito a Deus a possibilidade de encontrar pessoas tão diferentes, bancanas como vc!

O Meu Jeito de Ser disse...

Kith querida, já percebemos que temos muito em comum.
Vou deixar meu email e tel lá.
beijos

O Meu Jeito de Ser disse...

Francy, já faz algum tempo, que nos encontramos,sempre temos algo para dizer uma à outra.
Isso prá mim é fundamental.
Você é minha amiga.
Um beijo

O Meu Jeito de Ser disse...

Márcia Clarinha, um anjo que me pescou um dia, em que estava me sentindo triste, bem prá baixo.
Uma época, em que visitava as pessoas,ainda em busca de amizades.
estava só começando, e ela veio me ver, e nunca mais me deixou.
Sinto por vc Marcinha, uma ternura tão grande!
Te adoro.
Beijos

O Meu Jeito de Ser disse...

Pois é Mércia, tem aqueles que vem prá ficar.
Que acaba muitas vezes saindo deste pequeno círculo virtual, passa a ser muito mais.
beijos querida, volte sempre.

O Meu Jeito de Ser disse...

Eni minha querida, venha sempre que quiser e puder.
Pode contar comigo, estarei sempre lá, te dando meu carinho, e se puder ajudar, estou pronta prá isso.
beijos meu bem.

Sonho Meu disse...

Aninha,
Eu tenho uma tarefa pra voce lá no meu blog. Espero que goste. rs.
bjokas,
me

Adelino disse...

Complementando, Anna, eu já notei o seguinte nestes meus quase quatro meses de blogger.

1 - Que os textos postados não devem ser grandes, difíceis de ler. Por isso tento reduzir ao mínimo possível um texto grande;

2 - Deixar "comentário de visitante sem comentário" é - no meu entendimento - procedimento imperdoável;

3 - Imperdoável também é a falta de reciprocidade (já discutida aqui). Para bom entendedor uma vírgula basta. Você vai lá dez vezes, e nada. Tchau mesmo. Considere-se "persona non grata" e fim de papo.

Um abraço

D. Afonso XX, o Chato disse...

Aninha,

Tocas numas das coisas mais profundas do ser humano, seja na blogosfera ou na vida dita "real": os relacionamentos. Aqui, como lá, talvez não importe a quantidade, mas a qualidade. Não vejo meus amigos reais todos os dias. Por sinal, depois que a Clarissa nasceu, mal e mal consigo falar com quaisquer deles. Mas continuam amigos. Assim é na blogosfera: nem sempre posso ver tudo mundo; nem sempre todo mundo pode me ver. Mas nem por isso deixamos (eu pelo menos) do gostar. Levo sempre em consideração que, se eu tenho uma vida agitada,os outros também têm, e não me cabe fazer cobranças. Vários me visitam e acabo, por essas e outras, me esquecendo de visitar. Gente que, inclusive, deixou comentários no meu blog. Parece descaso? Parece, mas nem sempre é! Queres um exemplo? Gosto muito muito dos comentários do Adelino (e de tantos outros que nos cruzamos pelas caixas de comentários), mas nem por isso fui visitá-lo, ou aos outros. Às vezes é uma questão de "time".

Desconhecidos temos aos milhares; conhecidos temos muitos. Amigos temos poucos. E quem nos vela? Quem nos ama! bjs

O Meu Jeito de Ser disse...

Adelino, você mais uma vez está certíssimo!
O texto muito longo, muitas vezes torna-se cansativo.
E com relação aos comentários,muitas vezes um simples pitaco, já mostra que nosso comentário foi lido, e aí volta o caso da reciprocidade, não nos sentimos falando sózinhos.
É simples assim.
Um abraço.

O Meu Jeito de Ser disse...

Afonso:
Mas você percebeu como falamos da mesma coisa?
Não é a frequência, também não visitotodo, todos os dias, não posto todos os dias. Agora do que falo, é do nunca,entende?
Quando falo que perdí amigos, são amigos que nos visitávamos quase todos os dias.
De repente fiquei só eu visitando quase todos os dias, e foi passando, passaram-se meses,e nunca mais. Por isso, tenho dúvidas inclusive, se fiz algo,para magoar entende?
Isso é chato, me deixa triste.
As relações humanas sempre foram complicadas, mas com carinho e inteligência a gente consegue conviver bem com elas.
Um beijo

Luiz Roberto Lins Almeida disse...

bloggar é um vício.

Eduardo P.L. disse...

Aninha, vim conhecer seu blog.Realmente, quem visita um blog, gosta de ter retorno de seus comentários, retribuição às suas visitas, e tudo que você, muito bem, colocou no seu texto. No meu caso me senti culpado de até hoje não ter vindo agradecer, aqui, suas constantes e simpáticas visitas e comentários. Acontece que me meti numa empreitada muito maior do que meu tempo pode permitir. Imagine você que tenho blogado mais de 15 horas por dia.E continuo em falta com um monte de gente. Gente que tem a gentileza de ir até o Varal, comentar e gostaria que eu também retribuisse.Tenho um exemplo que me aterroriza. Um amigo artista, blogueiro de primeira hora, parou de postar, faz uma vez ao mes, no máximo, não responde comentários, e não comenta no blog de mais ninguém, tudo por causa do TEMPO que toma, quando se tem um número muito grande de visitas.Aí você para de trabalhar, de produzir, de pintar, desenhar, ou esculturar, para ficar postando, pesquizando material para edições, agradecendo visitas e etc,,,
Esse é o problema que se propõe: ou se é indelicado com algumas visitas, ou se deixa por completo a blogosfera. Estou nessa dúvida. Quando criei o VARAL a idéia era ter meia dúzia de visitas dois ou tres comentários por dia. Normal. Mas tenho enfrentado dias de mais de 50 comentários juntando todas as postagens do dia. Tenho postado uma média de quatro blocos diários. Todo santo dia da semana e isso hà cinco meses.Não é pouco trabalho. Por isso tudo, peço que me desculpe, continue a me visitar, comentar quando isso te der prazer, e saiba que se não estou aqui diáriamente não é por falta de vontade, é falta de tempo, mesmo. Forte abraço, e desculpe o texto longo, mas se fazia nescessário.Abçs.
PS- Uma sugestão: Por que uma cerca? Seu nome, sua personalidade, sua simpátia esta mais para uma PONTE que liga as pessoas, une os corações, junta os semelhantes, e interliga os interesses. Pense nisso!Cerca separa, e não é o seu caso!

O Meu Jeito de Ser disse...

Eduardo, prazer em te receber.
Compreendo muito bem, o que vc disse. Já estou me sentindo assim também.
Estou me sentindo em falta com alguns amigos queridos que se habituaram com inhas visitas diárias.
Aqui fazemos assim, logo cedo, seis horas da manhã, o Valter liga o computador,ele sempre se levanta antes de mim, e faz o café.
Bem, depois de tomar meu café, tomo meus remédios diários, e por volta das sete horas, me sento aqui, ele vai buscar o pão.
Fico aqui mais ou menos uma hora a uma hora e meia.
Aí vou trabalhar nas minhas costuras.
Volto às cinco horas até umas seis e pouco, vou cuidar da janta.
Como tem aumentado meu número de amigos, começa a ficar difícil visitar a todos, todos os dias.
Bom na verdade o que quis dizer com o post, é o abandono, entende?
Acredite se quiser,mas quando postei estava muito triste por duas amigas especificamente que tinham desaparecido daqui, não respondiam meus comentários, nada. Mas isto há mais ou menos uns oito meses.
Agora nesta semana, assim do nada, recebi a visita de uma, depois da outra. Fiquei surpresa, mas feliz.
Acredito que elas nem tenham visto este post, mas foi por elas.
Não se preocupe em visitar-me, faça quando puder, eu fico muito honrada com sua presença.
Logo cedo,todos os dias, já começo a ver seus posts junto com o bem, ainda no perfil dele, então tem posts que tenho vontade de ir lá e comentar, pelo menos dizer que as fotos são apaixonantes.
De qualquerforma, obrigada pela visita.
Ah! a cerca, não sei porquê exatamente, foi minha amiga querida Meiroca que fez o template, o anterior já era dela, o Valter sumiu com ele, sem querer.
Acho que porque sou mesmo bem caipirinha, vivia em uma casa com cerca de madeira assim, e amo cuidar das plantas, mas de verdade não sei não.
Um beijo

O Meu Jeito de Ser disse...

Luis Roberto, você está certo.
É um vício mesmo, mas um vício gostoso.
Um abraço

Eduardo P.L. disse...

Vim cá ler seus comentários, e saber se eu tinha falado muito. O Luis Roberto, tem razão, porém todo vício gostoso (como disse você) acaba matando o usuario.hahaha! Beijos.E boa semana.

Eduardo P.L. disse...

Vim cá ler seus comentários, e saber se eu tinha falado muito. O Luis Roberto, tem razão, porém todo vício gostoso (como disse você) acaba matando o usuario.hahaha! Beijos.E boa semana.