quarta-feira, setembro 26, 2007

ISSO DISPENSA COMENTÁRIOS!


“No mundo atual está se investindo cinco vezes mais em remédios para virilidade masculina e silicone para mulheres do que na cura do Mal de Alzheimer. Daqui a alguns anos, teremos velhas de seios grandes e velhos de pinto duro, mas eles não se lembrarão para que servem”

Dráuzio Varela

4 comentários:

quem tecla não chora disse...

E eu pensei que tinha comentado aqui!!!
Anna este teu post me inspirou a escrever um....Sensação de dejá vu!!Apagaste os comentários ou o Azheimer veio me visitar?!
Bjj:)))

D. Afonso XX, o Chato disse...

É bom que mostrem claramente esse problema da anorexia. Talvez mais pessoas busquem tratamento antes de chegar a esse ponto. bjs

Adelino disse...

Anna, excelente a sua postagem. Já disse que você é muito "antenada" (como diz o Valter) nesses preblemas gravíssimos de saúde. Meus parabéns. E minhas desculpas por eu estar vindo pouco por aqui. As postagens de comentários estão lentas, não dá para entender.

Sobre o post, é isso mesmo, Anna, criaram/criam padrões de beleza que são impostos a homens e mulheres de todas as idades. Se não for igualzinho a fulano(a) não é bonito(a)... Beleza á a da Gisele não sei o quê, Juliana não sei das quantas, e vai por aí.

Passam aqueles filmes quase pornôs em horário nobre em que o mocinho praticamente participa (e finge que vence) diversas modalidades olímpicas de desempenho sexual. E como os jovens e os mais maduros fisicamente (porém imaturos mentalmente) acreditam naquilo, lançam mão de remédios salvadores da pátria. Uma lástima.
Foi imposta uma ditadura de comportamento, na qual prevalecem, pela ordem de importância:
1)Sexo; 2)Sexo; 3)Sexo; 4)Sentimentos.
Saiu desta linha é careta, broxa, frouxo, quando não outros adjetivos impublicáveis.
De vez em quando fico pensando em como não andará as mentes de meninos e meninas de hoje? Que caminho tomar? Fica até difícil educá-los.
É claro que "sexo" é importantíssimo, mas como complemento, como consequência de bons sentimentos recíprocos, por isso, na qualidade de supostos seres racionais há que se saber ordenar essas coisas. E acho que isso não vem acontecendo nas últimas três dácadas principalmente. Falar de repressão de décadas e décadas, tudo bem, havia exageros incompreensíveis e inaceitáveis, mas hoje a tal liberdade ultrapassou os limites do bom senso. Tenho dito.

Um beijo.
PS - E minhas desculpas pela contundência no comentário, ao tempo em que uma vez mais eu lhe parabenizo pela oportunidade de expormos nossos sentimentos e pensamentos.
PS 2- Desculpe-me pelos erros, mas conseguir postar este comentário já uma proeza, por isso vai mesmo sem correção.
Bjo
Aps

O Meu Jeito de Ser disse...

Adelino, obrigada pela visita.
Gosto quando vem aqui e posta seus comentários longos e explicativos. Você vai fundo no assunto, não lê por cima e faz qualquer comentário.
Quanto aos problemas gerados por esses padrões, as pessoas tem que conscientizar que enquanto não se aceitarem, jamais estarão satisfeitas com o resultado.
Vão estar sempre mudando, criando, falsificando, e ainda assim vai sempre sobrar um gosto de insatisfação.
Claro que isso é muito mais comum nas mulheres, que querem sempre agradar aos homens, que basta olhar para uma mulher "fabricada", que vem logo com o comentário maldoso:
"Isso que é mulher, não aquilo que tenho em casa".
Isso para uma mulher, é o fim.
Sem contar que homem não presta atenção nos detalhes, o que querem é mulher de peito e bunda grande, e de preferência à mostra, para que eles possam sonhar com o inexistente.
Enfim, o problema é mesmo de aceitação. A beleza existe prá todos, tudo em seu tempo.
Um beijo