terça-feira, junho 26, 2007

UM VELHO AMOR!

Hoje é um dia muito importante. Na minha opinião é a data mais importante de nossas vidas.
No dia 26 de junho de 1976, há exatos 31 anos, começamos a escrever a nossa história.
Foi o dia em que eu e o Valter nos conhecemos.
Começamos aí a escrever uma história de lutas, de sobrevivência, de prover a vida dos filhos que optamos por ter.
Uma história de sonhos, de dias felizes, outros nem tão felizes.
Enfim, uma história de vida.

Vou publicar aqui uma carta que recebi do bem, há dezessete anos atrás, ainda a tenho, em papel amarelado pelo tempo, escrita em folhas de caderno.
Só não vou mostrar porque não temos disponibilidade de scanner aqui. Mas ele publicou no ano passado no blog dele, no dia internacional da mulher. Portanto, creio que ele não vai se importar.
Alguns amigos comuns, até já conhecem o conteúdo da carta, amigos que já visitavam o blog dele.

A carta:

HOMENAGEM Á MINHA ESPOSA

CARTA AO MEU AMOR 16 ANOS DEPOIS


Meu amor:

Meu desejo é que ao ler esta carta esteja tudo bem com você.Comigo tudo vai bem.Os Obstáculos aparecem e se vão e eu apenas convivo com eles. Fico pensando como encaixar você entre eles e a minha estória pessoal.
Se eu fosse analisar minha existência do ângulo cósmico refletindo o pensamento que somos administradores do patrimônio divino, creio que há dezesseis anos passados o Senhor me confiou no seu conta-corrente através de um lançamento como segue:
De Existência Divina
A VALTER
Entregue nesta data p/Administração, crescimento e evolução pessoal,
Um espécime denominado ANA p/beneficiamento e posterior devolução.
Puxa vida, quanta responsabilidade! Tomar conta de um bem precioso e que além de tudo não é de minha propriedade... E olhe que o proprietário é um senhor muito severo que tomará um dia as minhas contas e auditará rigorosamente. Como diz na Bíblia, naquela passagem do homem que recebeu seis talentos das mãos de um senhor muito rico e poderoso e num certo momento ele diz que tem medo de administrar os talentos, pois o senhor colhe aquilo que não plantou... É mais ou menos assim.
É assim que olho todos os dias para você e me pergunto: será que estou cuidando certo do bem que me foi confiado? E se o Homem chegar e pedir contas do que tenho feito? Será que passa? Você sabe, cuidar do patrimônio de outra pessoa não é fácil, mas...
Mas, me fale de você. O quê se passa na sua cabeça? Tem coisas que eu nunca vou saber por que as pessoas são como livros fechados na estante, só sabemos um pouco do quê contém, quando folheamos suas páginas amareladas pelo tempo.
Bom, eu estou aqui. Como diz na música, o seu sapato velho está aqui, sob a cama, ao alcance da tua mão, para num dia frio aquecer os teus pés, se você me quizer.
Às vezes quero te dizer tantas coisas, mas por não saber o quê, passeio vagarosamente os olhos pelo ambiente e encontro a paz no silêncio submisso dos teus. Às vezes meus lábios pronunciam coisas que meu cérebro não ditou e quando menos espero, já falei.E encontram eco nos seus ouvidos calados, nesse olhar sem ousadia que eu confundo com obediência, mas é rebeldia. O seu silêncio(calado e contido) é o grito de revolta que me coloca de volta ao meu lugar.
Não re3conheço esse cara que me olha do espelho com olhos miúdos e rápidos, com sabedoria sem a avidez de quando a conheci, mas se você me quizer eu aqueço o frio dos teus pés.
Ah que bom
Seria se eu pudesse te abraçar

Uma vida a dois não é fácil, todos nó sabemos disso. Mas o importante é usarmos todo nosso esforço, toda nossa energia, no intuito de traçar uma convivência gostosa, com carinho, com amor, dedicação e respeito.
Hoje depois de trinta e um anos, o maior prêmio é a certeza do amor que sinto por ele.
E ver que o amor e o carinho é recíproco.
É gostoso ver um comentário dele hoje num post meu, como esse que ele postou no dia 20 de junho:

Gravatar More,
depende muito.
Por exemplo, responder questionários como esse mnão me deixa nada feliz. Já o resto, nem sempre.
Viu? pela sua ótica, tenho que melhorar e muito.
Ah! em tempo: vc me deixa muito feliz!
Beijo

Nos conhecemos e cinco meses depois nos casamos, no dia 4 de dezembro de 1976.

Foi um período curto de namoro, mas que valeu a pena, porque ainda hoje reafirmamos que faríamos tudo de novo.

Amor, você fou um Juliano, porém eu não fui uma Luana.

Se alguém quiser saber sobre o caso Juliano/Luana, pode acessar o blog dele, com o post do dia 21 de junho que vai entender. É um post que acabou virando post coletivo, lá tem todas as indicações dos participantes, que vão falar, cada um do seu ponto de vista, o quase amor de Juliano e Luana

Parabéns à nós dois. Nós merecemos.

Eu te amo!

18 comentários:

Luci Lacey disse...

Aninha

Menina, estou aqui tao emocionada, chorando.

Que lindo vcs dois, parabens pelo companheirismo mutuo, pela garra com a vida e respeito a relacao.

Obrigada por compartilhar conosco sua linda historia de amor e crescimento.

Beijinhos nos dois.

Continuem felizes e nos presentei com gotas de suas vidas que sera um balsamo para rebater, os tempos bicudos em que vivemos.

Continuem na paz do Senhor.

valter ferraz disse...

More,
vou falar o quê?
Nada não. Vou ficar aqui só olhando, vendo o tempo que passou e tentando vislumbrar o que ainda vem.
Você continua me tirando o sono, menina.
Um beijo grande

Lara disse...

Lindo, lindo, lindo, lindo!!
Deus abençoe mto vcs e me dê o privilegio de viver um amor desses pelos proximos anos!!!!
Bjooo

Danny Barros disse...

Aninha... que emoção ao ler este post, me fez lembrar as juras de amor que eu e maridon fazíamos anos atrás... que forma se dissipando com o tempo... como um conta gotas implacável que chegada a hora se esvazia... Mas quem sabe com discernimento e coragem a gente consiga cumprir a nossa tarefa de cuidar um do outro... ao ler estas estórias de vida, fico emocionada e sonahndo em chegar lá... aos 30 anos de casada, com maturidade para enfrentar mudanças...
Parabéns pelos dois... pelo dia de hoje, felicidades sempre!
beijos
Danny

Drica disse...

Olá Ana

adorei seu blog, dà uma paz na gente rs

visite o meu, quem sabe podemos ser amigas de blog se vc quiser é claro.Espero que goste!!

um abraço e boa semana pra vc.

Dri disse...

Minha linda
Obrigada pela visita, que bom que gostou de minha casa, espero que volte mais vezes sim?

sua casa tbm é uma blezura rs.

ja tem post quentinha la
espero vc,coloquei seu blog em minha seleçao

O beijo e fique com Deus!

simone disse...

Aninha... que linda carta, que romantico e amoroso, seu esposo demonstrou ser. E que maneira maravilhosa de se referir a voce.
E bem verdade que Deus nos deu como dadivas um para o outro. Mas poucos homens reconhecem isso.

Espero que voces mantenham esse relacionamento cada dia mais intenso.

Ah eu adoro essa musica "Sapato velho" cantada pelo roupa nova.

Parabens! Felicidades!!

Beijos

Si

valter ferraz disse...

A todos que aqui comentam, nosso agradecimento pelas boas palavras.No bloco ao lado no haloscan deixamos explicação pela nossa ausência.
Um abraço

Vivien disse...

Ana, adorei. Que coisa bacana ver um rápido romance de cinco meses virar um casamento tão feliz..! grande beijo pra vcs.

Mário disse...

Aninha, tem presente para você no APOIO FRATERNO.

Rafael Reinehr disse...

Que lindo!

E eu estou heganddo agora somente aos 31 anos de vida! Quantas oisas esperam a mim e à Carol, que conheço já há 8 anos?

Felicidades sempre para vocês!

Kith disse...

Parabéns pra vocês, pelo lindo amor que une esse casal.

Lord Broken Pottery disse...

Aninha e Valter,
Parabéns para os dois. Sei bem o que é um casamento feliz. Dia 10 de julho completo 25 anos (bodas de prata). É maravilhoso ver duas pessoas que a gente gosta com tantas pessibilidades em aberto. A vida está apenas começando.
Grande beijo

Dri disse...

Ola

passando pra desejar um bom fim de semana

O beijo

Luz disse...

ANA E VALTER

Dois nomes entrelaçados de amor, carinho e partilha…
Como vocês disseram “a vida não é fácil”... e festejar 31 anos de casamento não é para qualquer um.
Também para quê perder tempo com rabugices, quando sabemos que o tempo é incerto…
Olha quem fala, eu que sou uma rabugenta assumida… mas esforço-me para ser mais concedente, um pouco mais humilde…

Ana e Valter que mais posso eu vos desejar senão uma continuação de AMOR, que Deus vos acompanhe sempre e vos ampare no dia a dia, com saúde e amizade.

Felicidades para toda a vossa família.

Pâmella disse...

Olá Ana...entrei sem querer no seu blog...e nossaaa....quando entrei me senti tão bem...uma paz boa sabe....ADOREI !! Se me permitir estarei sempre aqui...

Sou novata em blogs...decidi criar um para servir como um diário...para eu contar sobre tudo que irá acontecer antes do meu casamento...Achei essa idéia interessante...pois daqui a alguns anos poderei lembrar com carinho de cada detalhe...AGUARDO SUA VISITA LÁ NO MEU CANTINHO !!

Me emocionei muito com seu post...nossa...que amor lindo !! PARABÉNS espero que o meu também perdure assim como o seu...

Que Deus esteja sempre contigo !!

Beijos !!

Pâm

Lara disse...

Ei Ana,
Voltei..rs.. e pela terceira vez li tudo isso, � mto lindo!! Obrigada pelo coment�rio, pela serenidade, equilibrio e maturidade nos conselhos, s�o sempre alento pro meu cora�o!! Ser� que um dia eu chego l�?!rs.. Adoro a forma como v� o mundo e lida com as situa�es do dia a dia!! Um beijo pra vc com mto carinho!! E �timo fds!!

Leila disse...

Aninha,

Só hj vi este seu post. Mas mesmo atrasada gostaria de parabenizar você o o Valter por esses 31 anos de convívio. Conheço vocês dois há tão pouco tempo, mas sinto como se fosse muito mais. Admiro os dois em suas individualidades e admiro mais ainda o casal. Muitas felicidades a vocês e o meu desejo que este amor de 31 anos de companheirismo, respeito e admiração mutuos, permaneça em e com vocês para sempre.

Beijão para os dois