domingo, agosto 12, 2007

HOJE TAMBÉM É SEU DIA!

Mãos:

Aquelas mãos que tudo fazia. A emoção era do coração, mas as mãos exerciam as emoções.

Mãos que cuidavam, que acariciavam, que fazia transbordar o que sempre sonhara.

Cuidava daquele corpo frágil, atendia todas as necessidades físicas e psíquicas.

Se chorava: agradava, procurava saber qual era a necessidade.

As fraldas eram trocadas, a fome saciada.

Tudo era amor, tudo mostrava amor.

O tempo passa, os problemas aparecem. Normal...

Mas o amor continua.

as mãos pouco podem fazer . Apenas a emoção.

O coração sofre. Se sente que um deles não está bem. O coração chora.

Entre tantas atribulações, o sustento, a preocupação com o aluguel.

O casamento, nem todos os dias estava satisfatório.

Havia dias em que preferia não estar ali, não estar tendo tantas preocupações. Mas tinha.

Assim aconteceu durante anos a fio.

Agora eles já estavam crescidos, adultos.

E mais uma vez as mãos voltam a demonstrar amor. Quando os filhos já adultos chegam do trabalho, e o carinho de preparar o jantar deles.

Mas a preocupação continuava, sofria as dores deles, as decepções que eles tinham eram suas também.

Mas também havia momentos de muita alegria. De plenitude, de se sentir útil e importante.

E tenho certeza, assim será sempre, todos os dias de sua vida.

Ele não é só pai, ele foi mãe, foi inimigo, foi carrasco, foi amigo, companheiro.

Assim é Valter, meu amigo, meu companheiro. Pai dos meus filhos.

Hoje um dia que convencionaram ser o dia dos pais, embora prá nós todos os dias são seus, nós temos que dizer:

Você é maravilhoso, amamos você, papai.

Eu, Pablo, Tiago, Camila e Érick.

O meu carinho e minhas orações à todos os pais que já se foram dessa vida, inclusive o meu.

Sr José Pontes receba meu amor e carinho. Sinto a sua falta.

8 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Bonito, lindo e emocionante, Aninha!

Parab�ns!

Bjs

Rosamaria disse...

Anna

Ando meio atrapalhada e desaparecida, por isso dá meu abraço ao Valter pelo dia dos pais atrasadomesmo, mas com o mesmo carinho.

Tu és uma felizarda por teres o marido aqui na net contigo! Que continuem sempre com este carinho. Faz bem pra todos nós.

Bjs.

gui disse...

Ana,
Pessoas boas atraem pessoas boas, e juntas tem o poder de construir belas famílias, assim como a de vocês.
Um grande abraço ao Válter e sentimentos ao seu pai.
Um abraço.

Adelino disse...

Anna, eu tenho tentado comentar em alguns blogs, mas tem sido difícil (no do Eduardo,por exemplo), quando não impossível. O Fernando Cals fez-me a mesma queixa. É incrível como certas coisas caminham para trás.

Belíssima homenagem ao seu pai.
Que tenha dias felizes ao lado dos meninos e Valter, são os nossos mais sinceros desejos.

E muito obrigado porque apesar de eu estar tendo dificuldade nos comentários, e quase não aparecer, ainda que os leia com atenção, você continua prestigiando o meu blog com seus comentários sempre incentivadores.
Muito obrigado, doce Anninha.
Beijos.

Magaly disse...

Delicadinho, amoroso, seu jeito de ser, Aninha. Assino em baixo desses sentimentos tão carinhosos por seu pai, pelo pai que é o Valter, por todos os pais.
Beijos.

Lord Broken Pottery disse...

Aninha,
Sua palavras, o carinho que colocou nelas, me emocionaram.
Grande beijo

Kith disse...

Deu problema no meu pc, e só consegui comentar hoje. Mas adorei essa linda declaração de amor!
Beijos

nana' hayne disse...

Bom dia Anna!

Que linda mensagem...
Meu paizinho, tenho a sorte de ainda estar aqui comigo, o pai de meu filho parece n�o perceber o grande filho que tem, mas enfim cada qual demonstra seu amor de modo particular e n�o se pode criticar.

Pase para ler o �ltimo cap�tulo da minha novela rs...

bjs