terça-feira, agosto 28, 2007

FAÇA VOCÊ MESMO.

Prá quem gosta de cozinhar, sabe que isso é um ato de amor.
Eu adoro cozinhar.
Não sou nenhuma mestra de cozinha.
Apenas faço, e procuro fazer bem.
Minha mãe dizia quando éramos crianças, que comida não precisa ser rica, precisa ser bem feita.
Na nossa infância tínhamos nossos problemas financeiros. Comida, tinha bastante, mas como ela mesma dizia: Era fraca de "mistura".
Isso porque comida prá ela era o arroz e feijão, todo o resto era mistura.
Então nos ensinou que um arroz e feijão bem feitos, bem temperados, supria a falta da mistura.
Aprendi.
Muito do que comíamos quando criança, eram aproveitamentos da disponibilidade. Hoje compro as mesmas coisas e faço para os meus filhos, porque aprendemos a gostar e eles também.
Um exemplo disso era sopa de batata com linguiça, ou apenas um refogado.
Isto porque a linguiça era pouca para tantas bocas, então acrescentava a batata para "render".
Foi o que fiz hoje. Não para render, mas porque todos gostam.
Segredo? Nenhum, apenas bem feito.
Faça assim:
Descasque algumas batatas e corte-as, à sua maneira.
Corte um gomo de linguiça calabresa e defumada de boa qualidade. Reserve.
Frite alguns dentes de alho amassados em uma panela com pouquinho óleo. Acrescente uma cebola picadinha.
OBS: SEMPRE FRITO O ALHO PRIMEIRO, SE COLOCAR A CEBOLA PRIMEIRO, ELA VAI SOLTAR ÁGUA, E O ALHO NÃO VAI FICAR FRITO, E SIM COZIDO.

Acrescente as batatas e refogue, use o tempero que quiser, especialmente pimenta do reino. junte a linguiça, e deixe cozinhar bastante.
Deve ficar com um pouco de caldo grosso.
Assim que desligar, coloque cheiro verde de salsa e coentro bem picadinho.
Não dá prá resistir.

Façam, depois me contem.

O bem? reclama, quer emagrecer, e com uma janta dessas, estou judiando dele né?
Tudo bem, amanhã caminhamos um pouco mais, a praia está aí nos esperando.

5 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Vou recomendar para a Lucy. Depois te conto. Andar já ando mesmo!

Elizabeth disse...

Poxa Aninha,
Desculpe por ter desaparecido.
Bom saber que estas melhor e o mesmo com o Erick. Tive uma pausa prolongalada mas estou de volta.
Sabes que não gosto de cozinha, mas quando vou capricho e sei que cozinho bem. Nada de receitas complicadas coisas simples que todos por aqui gostam.
Se tivesse uma calabresa por estas bandas até faria esta receita, mas como não tem fico por aqui com agua na boca.
Beijos, carinhos e se cuida!

Kith disse...

Fiz e comí como uma doida.
Estou com dor de barriga até agora! rsss
Beijos

Magaly disse...

Amo as pessoas que gostam de cozinhar porque gostaria de me incluir nelas. Mas não gosto mesmo Até que levo jeito, dizem, mas refugo o tipo de tarefa.Isto porque não sei me conservar limpinha no ato de cozinhar. É um tal de me engordurar, de me molhar de me lambrecar; o avental me atrapalha; luva, nem pensar, derrubo tudo. Enfim, de cozinha entendo bem só da etapa final - deliciar-me com uma comidinha caseira sabendo a ... amor.

O Meu Jeito de Ser disse...

Magaly, adorei seu comentário.
Eu também me sinto péssima de avental. Luvas, nunca usei, prefiro minhas mãos bem limpinhas, lavo-as mais de duzentas vezes, fico com um oano de prato do meu lado, quando termino o almoço, o pano está molhado, de tanto secar as mãos.
Mas adoro cozinhar.
Agorinha acabamos de jantar, fiz um peixe aqui que o Valter se acabou diante do prato.
Gosto desde fazer a couve fininha e refogada até algo mais trabalhoso.
Não sei fazer pratos chics, mas faço bem tudo que me proponho.
Um beijo