segunda-feira, fevereiro 26, 2007



O assunto é tão importante quanto quando falamos sobre problemas que afetam a saúde da mulher.

Afinal, para quem vive juntos durante tantos anos, chega o momento em que se há de ter compreensão um com o outro. O problema é que na maior parte das vezes, não temos conhecimento do fato. Os homens são terrivelmente teimosos em não querer buscar ajuda e conhecimento de coisas que lhes afligem. Na verdade, odeiam médicos.

Ví ontem uma reportagem na televisão, e resolvi procurar, conhecer e falar sobre o assunto. Aqui, encontrei isso, mas tem muito mais.


ANDROPAUSA
Tanto o termo Andropausa quanto CLIMATÉRIO MASCULINO, podem ser ambos clinicamente inadequados. Na menopausa, de onde se faz a analogia com Andropausa, ocorre invariavelmente a falência dos ovários e o fim do ciclo reprodutivo da mulher. No homem, com o avançar da idade, diminui a produção de vários hormônios, principalmente dos chamados esteróides sexuais. O que realmente existe é uma síndrome caracterizada por deficiência. Mas, como o termo já adquiriu status de verdade creio podermos usá-lo sem maiores prejuízos da ciência.


No homem, a chegada do envelhecimento físico pode vir junto com a falta desejo sexual, esta última muito ligada ao fator psicológico e, em alguns casos, à diminuição da produção de testosterona, o hormônio sexual masculino. Essa fase pode ser chamada de Andropausa.

A Andropausa não é igual para todos os homens, mas todos experimentam alguma diferença no modo de sentir a vida a medida em que a velhice vai chegando. Embora a idade seja a causa da Andropausa, os homens mais emotivos, menos autoconfiantes e seguros de si estão mais predispostos aos efeitos da apatia.

A produção do hormônio testosterona costuma diminuir, de forma discreta, quando os homens ultrapassam os 50 anos. Isso é fisiológico e natural. Depois dos 40 anos, a testosterona começa a diminuir cerca de 1% ao ano, entretanto, quando essa queda é mais acentuada, o fenômeno leva o nome de Andropausa e alguns homens podem apresentar problemas.Portanto, a Andropausa seria o resultado das disfunções sexuais e os problemas físicos provocados pela diminuição do nível de testosterona que atinge homens com mais de 50 anos.

Nessa fase, em 15% dos casos surgem sintomas como perda de interesse sexual, problemas de ereção, falta de concentração, queda de pêlos, aumento de peso, irritabilidade e insônia, entre outros. O medo de enfrentar desafios, seja na vida particular ou profissional, é um dos sintomas mais comum.
Quando é a insônia que mais importuna o paciente, deve ser tratada, quando são os distúrbios de ereção, é isso que deve receber tratamento, ou a depressão, o ganho de peso e assim por diante.

Em torno dos 55 anos, às vezes até mesmo antes, começa a perda de libido e o interesse sexual diminui ou desaparece. Apesar do homem ainda ter ereção peniana sua vontade de sexo está prejudicada. Mais tarde surge também a dificuldade em ter ou manter a ereção, juntamente com alterações de humor, irritabilidade, sintomas depressivos e alterações da memória, entre outros.
Tal como acontece nas mulheres, por volta dos 35-40 anos o homem também passa a ter maior propensão para engordar e, com a Andropausa, essa tendência se agrava. Mas o aumento de peso na Andropausa se deve ao aumento da gordura corporal, havendo simultaneamente uma maior perda de massa muscular. Essa perda muscular se agrava ainda mais pela falta de atividade física.
Além da diminuição do desejo sexual também sofre diminuição a disposição mental e disposição para o trabalho. O déficit de Testosterona no cérebro leva também a constantes episódios depressivos, dando a sensação de que a vitalidade se reduz a cada dia que passa.

O assunto é sério, e tem muito que se ler e conhecer, e só assim podemos ajudar quem está do nosso lado, a passar por momentos tão difíceis, uma vez que sabemos que os dois têm momentos difíceis para vencer. Claro, que sabemos também que algumas pessoas desenvolvem mais que outras propensão para ter os sintomas de uma ou outra doença. Mas, se desconhecemos, o problema, não podemos nem saber se o temos ou não.

4 comentários:

bambam disse...

meu amigo um dia estava tomando uma cachaça atrás da outra e alguém o perguntou por que ele bebia sem parar, ele, brincando, disse que as mulheres têm menopausa e os homens têm menos pausa, agora eu poderei dizer-lhe a respeito da andropausa. GRANDE ABRAÇO!

Luz disse...

Foi um assunto super interessante e elucidativo.
Cada vez mais se fala de ANDROPAUSA, sei que era um tema um pouco desconhecido de ambos os sexos. Nunca é demais falarmos sobre a saúde e bem-estar de todos.

Um beijo

denise disse...

Ana, talvez porque nossa cultura estimule o machismo, os homens evitam tais assuntos, pois seria reconhecer aquilo que é natural. Será que é pra disfarçar que os homens maduros procuram mulheres mais jovens? Haja viagra...
beijo,menina

Lúcia disse...

O homem em si realmente fogem de médicos, não sei porque. O meu cunhado aos 48 anos de idade, ainda não foi ao Urologista, dizendo ele que tem medo do exame. Mas acontece que nós mulheres já temos o hábito de irmos a Ginecologista e eles não tem. Ai complicada... Beijos.