quarta-feira, outubro 24, 2007

VACA VOADORA!


A Vivien fez um post muito legal, gostoso mesmo de ler.
Acabamos indo e voltando nos comentários, e isso me deu a idéia de fazer um post sobre o assunto também.
Ela lá conta a história de uma amiga dela, que fez com que uma vaca criasse asas.
Calma, eu explico:
Pela raiva acumulada, de uma certa cidadã, que a mesma denomina-a vaca, estava dando em cima descaradamente do homem dela, jogou-a pelos ares, fazendo com que a mesma se estabacasse na calçada.
Começamos a falar sobre o que os homens fazem com isso. Que eles dão corda até não poder mais.
E isso é um fato. Mesmo que uma mulher diferente não interesse à eles, quando percebem a moleza das mulheres, ah! dão corda e se sentem o único e último homem da face da terra.
Chegam a tornar-se irracionais, naõ pensam, não raciocinam. Agem por puro impulso.
Muitas vezes você precisa ter com você um babador, para ajudá-los na tarefa de não serem tão ridículos.
E digo mais, os machos são todos iguais. Racionais ou nem tanto.
Ontem aconteceu uma coisa interessante comigo.
Aqui onde moramos, há muitos animais soltos por aí.
Estava voltando da escola do Érick, e levei uma baita susto.
Tinha aqui próximo de casa, uma égua amarrada, e claro, ela está no cio.
Na rua, solto dois cavalos, que provalvemente já vieram atraídos pelo cio da fêmea.
Incrível, o que eles faziam para chamar a atenção da fêmea!
Corria de uma esquina à outra, relinchava, voltava rápido.
Manjam cavalo de pau? Pois então, acho que a expressão veio daí. Eles só faltavam cair no chão.
E, claro, eu vinha andando pela rua, e ouvi aquele trotar do cavalo correndo atrás de mim, levei o maior susto. Corri para a calçada. Mas que nada. Ele só queria impressionar a fêmea.
Um homem é assim também, quando sente alguma chance, se transforma, não percebe o ridículo a que se expõe.
E claro que uma mulher que tem sangue nas veias, ou nos olhos, não pensa duas vezes, antes de fazer voar qualquer vaca que lhe ofereça perigo.
E eu sou bem assim, solidária a todas às mulheres que quiserem dar asas à algumas vacas soltas por aí.

UP DATE: 25/10.
A querida Luci, fez hoje uma postagem sobre o lançamento do livro do bem, Capão, Outras Histórias , que está aí na boca do forno.
Estamos aguardando a chegada da editora. Haja coração para aguentar a ansiedade.
Obrigada Luci, foi muito carinhoso de sua parte.

UP DATE 2: Quero agradecer muito o carinho da querida Karina, pelo selo dos melhores momentos virtuais
Como já havia publicado aqui e indicado outros blogs, apenas agradeço o carinho dela.

7 comentários:

Lord Broken Pottery disse...

Aninha,
Uma das coisas que observo sempre, com muita curiosidade, são certas dificuldades existentes entre as mulheres. Vocês, muitas vezes, são as piores inimigas de vocês mesmas.
Beijo

Kith disse...

Só faltou dar um belo beliscão no safado, né?
Beijos

DO disse...

Rsss,impossivel eu não gargalhar hoje aqui,Ana.
Mas fazer o quê ,cada um tem a sua natureza,heheheh

Beijos!!

Meire disse...

Aninha, to aqui imaginando a moça estatelada no chao..hehehe

O Meu Jeito de Ser disse...

Lord meu querido, mas também podemos ser as melhores e mais solidárias amigas.
Claro, isso desde que não seja nenhuma vaca cercando nosso pasto.
Um beijo.

Kith:
Quem sabe assim, o descarado se tocava né?
Um beijo.

DO querido:
E não é? Vai prá lá sô, aqui não violão.
Um beijo.

Meirinha:
E bem mercido né? Quem mandou se engraçar com o homem da outra.
Beijinhos.

Ronald disse...

Aninha, querida, a respeito do caso das vacas já comentei. Agora você nem imagina a alegria que sinto em saber que seu esposo lançou um livro. Muito bom mesmo, vou adquiri-lo com certeza assim como da Monica. Nós necessitamos de mais escritores pois a leitura é o primeiro passo ao desenvolvimento. Um ótimo final de semana à todos

adelaide amorim disse...

Estou contente por vocês, sei como é bom esse momento em que o "menino" vem da editora. É um sonho realizado. Beijos e boa semana.